Outrarias


Ficção
1998

 

 

 

O autor nos oferece mais um livro memorável, com sobrevida importante para a língua portuguesa, atingindo com singularidade o amor e a banalidade; a filosofia e o cotidiano; a crise do tempo e da memória; do dentro e do fora. Este livro concilia misticismo com sensualidade, fúria e rigor. Nele, inteligência e poesia não se agridem. Outrarias permanece para ser lido, reaberto e revisitado para sempre…